O prazer da comida não vem apenas de seu sabor. Os alimentos possuem ação sobre nosso humor e memória, além de fornecerem nutrientes e energia para atividades do dia a dia. Existem alimentos que comprovadamente possuem propriedades capazes de provocar a sensação de bem-estar, bom humor e tranquilidade, influenciando a nossa saúde física e mental. Se alimentar, além de ser uma necessidade fisiológica, está fortemente relacionado com questões culturais, psicológicas (memória afetiva), econômicas, religiosas e com a relação de prazer.

Alguns alimentos têm nutrientes capazes de alterar a produção neurotransmissores, responsáveis pela comunicação entre as células nervosas e pela criação dessas sensações. A falta dos neurotransmissores provoca diversas alterações em nosso cérebro, desde pequenas mudanças comportamentais até quadros clínicos mais graves, como a depressão. Existem dezenas de neurotransmissores que atuam nas diversas áreas do nosso cérebro através dos mais de 100 bilhões de neurônios que possuímos, mas os mais conhecidos são:

  • Dopamina: é o principal neurotransmissor que atua na regulação dos processos motivacionais.
  • Serotonina: responsável por promover sensação de prazer e bem estar.
  • Endorfina: é liberada no organismo diante das situações de dificuldades, como 
dor e estresse, com a função de atenuá-los.
  • Ocitocina: responsável por promover sensação de confiança, auxiliando a 
criação de laços nos relacionamentos de modo geral. É produzido no parto, na amamentação e no orgasmo.

      Mas não adianta consumir esses alimentos esporadicamente. Pesquisas realizadas nas universidades de Warwick, no Reino Unido, e Queensland, na Austrália, chegaram à conclusão de que uma dieta rica em frutas e vegetais melhora o humor das pessoas. Os cientistas analisarem o comportamento de mais de 12 000 pessoas durante quase sete anos (de 2007 a 2013). Você pode até consumir esses alimentos no cardápio diário, mas é preciso aumentar de modo relevante a frequência. Segundo o estudo, são necessárias pelo menos oito porções de frutas e vegetais por dia para que, em dois anos, o resultado comece a aparecer. Ou seja: estes efeitos só são obtidos quando o consumo é frequente e há equilíbrio na alimentação, com respeito às quantidades necessárias para que o corpo se mantenha saudável. 
     Os principais nutrientes que trazem bom humor são o aminoácido triptofano, carboidratos, ácido fólico, potássio, vitamina C, cálcio, vitaminas do complexo B, magnésio, selênio e os ácidos graxos. Abaixo, alguns alimentos fonte:

  • Espinafre: fonte de potássio e ácido fólico, nutrientes que ajudam nos quadros de depressão, esquizofrenia e no combate a doenças degenerativas. A ausência desses nutrientes pode causar problemas como cansaço, insônia, fraqueza e apatia.
  • Aveia e Grão de Bico: carboidratos complexos fontes do aminoácido triptofano, ajuda o organismo a liberar serotonina e, com isso, provoca a sensação de felicidade e bom humor Com o crescimento dos níveis cerebrais 
de serotonina, os sintomas de depressão e insônia se reduzem. O grão de bico ainda contém magnésio, que ajuda no relaxamento, reduz a ansiedade e o estresse.
  • Laranja, acerola e brócolis: alimentos fonte de vitamina C, antioxidante que contribui para a redução dos hormônios do estresse no sangue e reduz fatores que indicam o estresse físico e emocional.
  • Pimenta: graças à capsaicina, a pimenta estimula as terminações nervosas da língua, o que faz crescer a produção de endorfinas, e dá a sensação de euforia, reduz o estresse e melhora a depressão.
  • Chocolate / Cacau: rico em triptofano, magnésio e teobromina, um alcaloide da família da cafeína que tem efeito estimulante. O magnésio também atenua sintomas da TPM.
  • Mel: além o alto índice de glicose presente no mel, que ajuda a liberar serotonina e provoca sensação de prazer, esse alimento possui potássio e cálcio, que ajudam no combate à depressão.
  • Banana: fonte de carboidratos que estimulam a produção de serotonina, ela contém triptofano, magnésio, potássio, vitamina B6 (piridoxina) e biotina, atuando no combate à depressão, ansiedade, irritação e no sistema cognitivo, com a síntese de neurotransmissores.
  • Oleaginosas: Alimentos como nozes, castanhas e amêndoas são fontes dos minerais magnésio, cobre e selênio, que reduzem o estresse e melhoram a memória.
  • Proteínas: Alimentos como carnes, ovos, leites e seus derivados possuem grandes quantidades de triptofano, aminoácido que atua na formação da serotonina.

E a melhor parte: a prática!

Sorvete de Banana com Cacau e Mel

Ingredientes:

  • 1/2 dúzia de banana prata madura, cortada em rodelas (congelada)
  • 1/2 colher (sopa) de canela (opcional)
  • 1/4 de suco de limão
  • 2 colheres (sopa) de Cacau em pó
  • 1 colher (sopa) de mel

Modo de Preparo:

  • Descasque e corte as bananas em rodelas, coloque em um recipiente fechado e leve ao congelador. O ideal é que fique pelo menos 24h no congelador.
  • Após as bananas estarem congeladas, coloque em um processador ou liquidificador, com o suco de limão, a canela e bata. Vá batendo aos poucos, no modo pulsar, até tudo ficar bem incorporado e formar um creme pastoso. Desligue, adicione o cacau e o mel, e bata mais um pouquinho.
  • Sirva imediatamente. Se desejar, acrescente oleaginosas trituradas na hora de servir.

 

 

Camila Saviano

Nutricionista da Clínica Move

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Style switcher RESET
Color scheme