Fatores determinantes para um envelhecimento satisfatório

Todos nós queremos envelhecer bem, mas o que é considerado envelhecimento saudável?

Consideramos o envelhecimento satisfatório quando envelhecemos com preservação de nossa independência física e intelectual, com ausência de depressão e manutenção de nossa função social.

Quais os fatores determinantes para um envelhecimento satisfatório?

  • Ter perspectivas e planos para futuro
  • Manter atividade continua (prática de atividade física regular, atividades socias, laborais e lazer)
  • Nivel educacional
  • Estabilidade financeira
  • Acesso a serviços de saúde

A população com melhor força muscular, melhor aptidão cardiorespiratória e maior velocidade de caminhada envelhecem de forma mais satisfatória, reforçando a importância da prática de atividade física.

Sabemos ainda que o impacto da atividade física regular vai além da preservação da capacidade funcional, também reduz o risco de eventos cardiovasculares, diabetes, dislipidemias, depressão, cancer, doenças osteoarticulares, demências entre outros.

Qual o papel do médico neste contexto?

O médico deverá  identificar facilitadores que deverão ser usados a favor do paciente. Por exemplo, se existe uma resistência muito grande do paciente em relação ao início da atividade física, mas identificamos que ele gosta de passear com o cachorro, podemos reforçar este hábito e acrescentar o uso de um acelerômetro (aparelho que conta o número de passos) construindo metas progressivas com o paciente. 

Enfim, cabe ao médico identificar as barreiras e tratá-las, identificar facilitadores e reforça-los e traçar plano de tratamento com metas claras e realistas em parceria com o paciente, monitorando constantemente e garantindo a aderência.

Dra. Milene Silva Ferreira
Fisiatra e Geriatra Clínica Move

Style switcher RESET
Color scheme