Grupo de Dor

Não é preciso aprender a conviver com a dor, porque você pode resolvê-la

Estima-se que há mais de 2 milhões de casos por ano no Brasil. Devemos lembrar que não é normal sentir dor constantemente!

O quadro de Dor Cronica pode levar a várias alterações e distúrbios que podem comprometer a qualidade de vida.

Não é preciso aprender a conviver com a dor, porque você pode resolvê-la

Estima-se que há mais de 2 milhões de casos por ano no Brasil. Devemos lembrar que não é normal sentir dor constantemente!

O quadro de Dor Cronica pode levar a várias alterações e distúrbios que podem comprometer a qualidade de vida.

Dor crônica é qualquer dor que persista por mais de 3 meses.

Nós, do grupo de Dor da Clínica MOVE, acreditamos que toda dor tem tratamento. Nos dedicamos a tratar quem apresenta um quadro doloroso crônico, em especial os refratários ao tratamentos usuais.

Alinhado com a filosofia e conceitos da International Academy for the Studies of Pain (IASP), o Grupo de Dor da Clínica MOVE é um grupo interdisciplinar composto de profissionais especializados em diagnóstico e tratamento das mais diversas síndromes dolorosas crônicas. O núcleo de Educação em dor da Clínica MOVE é o único de acordo com as especificações da IASP no Brasil.

Equipe Multidisciplinar formada por profissionais das mais variadas áreas

Nossa equipe é composta de  Fisiatras, Reumatologista, Acupunturista,  Médico do Esporte, Geriatra e Especialista em Cuidados Paleativos, Fisioterapeutas, Nutricionistas, Psicólogo, Professor de Educação Física e Terapeuta Ocupacional.

A nossa abordagem consiste em definir todos os diagnósticos envolvidos (anatômicos, etiológicos e funcionais) e, baseado neles, traçar individualmente a melhor estratégia terapêutica. Para isso, utilizamos os recursos diagnósticos necessários, fundamentado no bom exame físico/clínico detalhado, questionários específicos de dor e seus quadros associados, termografia, testes isocinéticos, bioimpedância  e exames de imagem (ultrassonografia e ressonância magnética).

 O quadro de Dor Crónica pode levar:

  • Alterações no sono
  • Distúrbios alimentares
  • Dependência de medicamentos
  • Mudanças no humor
  • Falta de prazer no dia a dia
  • Afastamento do trabalho
  • Alterações nos relacionamentos interpessoais

A Clínica MOVE entende que Dor Crônica é um quadro complexo e precisa de tratamento de acordo com o tamanho do problema

A nossa abordagem consiste em definir todos os diagnósticos envolvidos (anatômicos, etiológicos e funcionais) e, baseado neles, traçar individualmente a melhor estratégia terapêutica. Para isso, utilizamos os recursos diagnósticos necessários, fundamentado no bom exame físico/clínico detalhado, questionários específicos de dor e seus quadros associados, termografia, testes isocinéticos, bioimpedância  e exames de imagem (ultrassonografia e ressonância magnética).

Com o diagnóstico preciso, nossa equipe se utiliza da reabilitação física individualizada, com progressão gradual, associada a educação, para que o paciente tenha profundo entendimento do que acontece com no corpo dele. Este processo de empoderamento visa a autonomia do paciente. Neste caminho, podemos acelerar os processos regenerativos com abordagem medicamentosa e invasiva, de acordo com a necessidade e perfil de cada paciente.

Nossos médicos são referência nacional em procedimentos em dor: 

  • Bloqueios e Infiltrações guiados por Ultrassom
    • Bloqueios anestésicos e de ponto gatilho
    • Infiltrações articulares
    • Viscossuplementação
    • Proloterapia
    • Injeção de Toxina Botulínica (Botox)
  • Agulhamento seco
  • Acupuntura
  • Mesoterapia
  • Terapia por Ondas de Choque

Os recursos terapêuticos oferecidos pela Clínica MOVE podem ser utilizados para crises agudas também, visto a comprovada eficácia analgésica.

O que tratamos:

  • Dores localizadas
  • Fibromialgia
  • Enxaqueca e outras cefaleias
  • Dor lombar, cervical e dorsal
  • Artrose e Artrite com dor não controlada
  • Hérnia de Disco
  • Fasciíte plantar
  • Bursites
  • Tendinites
  • Síndrome miofacial
  • Dores neuropáticas
  • Dor pós cirúrgica
  • Síndrome de dor complexa regional